O tecido mortal

O tecido mortal

montanhismoSe agarrarmos em dois cubos de gelo e envolvermos um deles com uma meia de lã, verificamos que este último derrete de forma bastante mais lenta do que o primeiro. Porquê?

Para responder a esta pergunta primeiro necessitamos entender dois conceitos distintos que se confundem com frequência: energia térmica e calor. Sem entrar muito nos domínios da física e química, Calor refere-se “à transferência de energia térmica de um sistema para outro – ou entre partes de um mesmo sistema – exclusivamente em virtude da diferença de temperaturas entre eles”. Assim, é incorrecto afirmar que um corpo possui calor. A energia térmica é uma forma de energia interna que os corpos ou sistemas possuem e está associada à temperatura que é, a grosso modo, o estado de “agitação” em que se encontram as suas partículas. A uma maior agitação corresponde maior temperatura e vice-versa.

Voltando ao exemplo inicial, admita-se que os dois cubos de gelo se encontramontanhismom com uma energia térmica semelhante e com uma temperatura bastante inferior ao ar que os rodeia. Este diferencial vai provocar uma transferência de calor entre o ar envolvente e os cubos de gelo, no sentido de ser atingido o equilíbrio térmico, provocando um “aquecimento” do gelo e a sua fusão. A meia de lã vai actuar como uma barreira nesta transferência, atrasando o processo.
Quando desenvolvemos actividades ao ar livre, muitas vezes a temperatura do ar encontra-se bastante mais baixa do que a do nosso corpo (mais ou menos 37 graus centígrados).

 

Começa imediatamente o processo de trmontanhismoansferência de energia para o ar envolvente (perda de calor).
Esta transferência, que até pode ser benéfica em caso de sobreaquecimento do nosso corpo, pode ser mortal noutras situações, com o aparecimento de um fenómeno conhecido como hipotermia. No sentido de minimizar esta perda precisamos de uma barreira eficaz que nos “isole” do ar exterior: roupa!

Os tecidos, entre outras propriedades, possuem capacidade de isolamento térmico. A lã, as penas e as fibras sintéticas são excelentes isolantes térmicos, ou seja, constituem uma barreira eficaz às transferências de energia. O algodão possui também uma razoável capacidade de isolamento térmico… se estiver seco! Conjugando a imprevisibilidade intrínseca das condições meteorológicas em montanha com a tendência revelada pelas fibras de algodão em absorver e conservar água em grande quantidade, desde a chuva ao suor do corpo, percebe-se imediatamente o porquê do título deste artigo. O algodão não tem lugar nas actividades de montanha a não ser em simples passeios estivais… e mesmo esses…
montanhismo

As fibras sintéticas, além de praticamente não absorverem água, são resistentes, oferecem um tacto relativamente agradável, são leves e possuem uma excelente capacidade de isolamento térmico.
Deixem as meias e a T-shirt dos Metallica para os concertos e arranjem roupa de fibra sintética para a montanha. Um dia será a diferença…

Boas aventuras!

 

pub